O americano Trey chegou no domingo em Zagreb. Aqui permanece pouco, mas pretende visitar a costa e outros países, como diz a ex-Iugoslávia. Ele carrega boa parte do mundo até hoje, mas nunca esteve aqui antes. Ele gosta disso, diz ele - a comida é deliciosa, acessível, gente simpática e, surpresa, todos falam inglês muito bem, então não há problema em entender.